quinta-feira, 30 de junho de 2016

Beleza foto

letrarabiscada@gmail.com

Filhos do Brasil

Brasil de Pedro
De João e José
De lindas mulheres
E de céu azul
De lindas praias
Sol e calor
E muito amor
De norte a sul

De muitos folclores
E uma língua só
O que é melhor
É sermos brasileiros
De um estado qualquer
Mas da Federação
Junto a nossa Nação
Tem gente do mundo inteiro

Abrace o Brasil
E a sua Bandeira
Gente brasileira
Patriota ou não
Se ele te recebeu
Seja então gentil
Como filho do Brasil
A honrar a Nação

Brasil de tudo
Que é bom, mais pra poucos
Conscientes e loucos
Tem em todo lugar
Aqui tem alguns
Vocês já perceberam
Nunca se esqueceram
E eu estou a explicar

Tem um bom futebol
Que já mereceu taça
Cerveja e cachaça
Whisky do brasileiro
Carnaval e alegria
Pra gente sambar
O Brasil é o lugar
Melhor do mundo inteiro

Autor: José Nogueira Lima
24/07/2013

letrarabiscada@gmail.com

quarta-feira, 29 de junho de 2016

Jardim do sol

letrarabiscada@gmail.com

Minha história

Minha mãe foi lavadeira
O meu pai um boia-fria
Meu irmão é doutor formado
Eu sou aquilo que eu mais queria

Um artista em qualquer palco
Cantando a música raiz
Como meus avôs gostavam
Falando deste País

Onde há peão na Cidade
No campo doutor formado
Tentando encontrar a sorte
Sem cair ou ser derrubado
Pelo destino que os levam
Os sonhos de uma nação
Sem perder suas montarias
Como eu perdi minha paixão
Sem saber qual o motivo
Se tem um, nunca explicou
Deus traça o caminho da gente
Traçou o meu sem esse amor
Vou em frente olhando pra trás
Em busca do que eu sempre quis
Esse amor me faz contar
Minha história para o País

Eu não sei por que o destino
Leva a gente pra onde quer
Igual o meu já fez comigo
Me tirando esta mulher

Depois de traçar o caminho
E fazer de mim o que quis
Quero voltar as minhas origens
Cantando no meu País

Autor: José Nogueira Lima
30/05/2013

letrarabiscada@gmail.com

terça-feira, 28 de junho de 2016

O amor leva as alturas

Sua rua tem ladeira
Mesmo assim eu vou subir
Empurrado pelo amor
Arrastado por seu valor
Não tem como desistir

Se você já me espera
Me, aguarde onde está            
To subindo to chegando
O amor tá me levando
Com tudo para te amar

O amor leva as alturas
Por isso eu vou subir
Você pode me esperar
Tenho pressa de chegar
Pra te amar e te ver sorrir
O amor leva as alturas
Quando tem pra oferecer
Aquilo que o desejo pede
Mas também nada impede
A quem ama de descer

Vem voando meu amor
Sem você nada é pior
To te esperando descer              
Venha logo então me ver                                  
Pra que eu te dê o melhor

Se eu não subo você desce
E nosso amor vive a rolar
Na baixada ou na ladeira
Vai ser assim a vida inteira
Rolando em qualquer lugar

Autor: José Nogueira Lima
07/03/2013

letrarabiscada@gmail.com

segunda-feira, 27 de junho de 2016

Minha terra

Eu quero voltar a viver na minha terra
De onde eu saí e nunca mais voltei
Rever os amigos e lembrar a infância
Tempos de criança, que não esquecerei

Acordar cedinho e sentir o cheiro do mato
Ainda no quarto o cheirinho do café
No fogão a lenha uma broa de milho
A mãe do meu filho dizendo que me quer

Levantar da cama e ver o sol nascer
Ver o gado berrando preso no curral
E a passarada orquestrando uma canção
O galo ciscar o chão e cantar no quintal

Ver a porcada comer no chiqueiro
O moinho que gira e não pode parar
O caldo da cana no engenho correr
Dele vou beber e ver o monjolo socar

Depois cavalgar livre, como é o vento
Parar numa fonte e matar minha sede
Sentar numa sombra e curtir a natureza
Pescar numa represa e descansar numa rede

Juntar os amigos, abraçar a viola
Cantar uma canção e ver o sol se por
Eu trago guardado no meu coração
O meu grande chão, terra que me criou

Autor: José Nogueira Lima
12/04/2013

letrarabiscada@gmail.com

domingo, 26 de junho de 2016

O carro e o ladrão

Pelas ruas da cidade eu ainda procuro
Isso eu juro motivo pra viver e não chorar
Já que ela foi embora e me deixou
Sem o seu amor eu morro e ela vai me matar

Entro num bar, bebo e acendo um cigarro
Daí a pouco vejo um carro e ela dentro
Meu desespero toma conta de mim nesta hora
Ela foi embora, eu fiquei aqui em sofrimento

O carro não identificado que a levou
O meu amor destruindo o meu lar
Para ele na barreira dessa estrada
Com a minha amada e obriga ele a voltar
O carro não identificado e quem a roubou
O meu amor eles devem ir para prisão
Ou pro desmanche esse carro e não mais rodar
Pra não roubar quem mora no meu coração

Isso é um aviso pra quem tá na alta estrada
É madrugada e eu não consigo mais dormir
Já tomei todas e fumei a tabacaria
Por covardia alguém levou ela daqui

Volto a dizer: um alguém me avisou
Viu o meu amor e esse carro já em alcance
Prenda o carro, traga os dois, ela e o ladrão
Ele pra prisão, ela pra mim e o carro pro desmanche

Autor: José Nogueira Lima
28/10/2012

letrarabiscada@gmail.com

sábado, 25 de junho de 2016

Ingratidão

Beijei o seu retrato
Na sua ausência
Cheirei as suas roupas
Busquei a sua presença
Por me faltar carinho
A minha cama esfriou
Cobertores não me aquecem
Sem você e o seu amor

O meu quarto vazio
Está entregue a solidão
Que apossou de mim
E do meu coração
De onde você não sai
Eu não deixo e não quero
Já não importa por que foi
O importante é que eu lhe espero

Dia e noite você voltar
Mas ainda não voltou
Traga de novo a alegria
E para mim esse amor
Que não pode ter outro dono
Seria injusto e ingratidão
Pertencem a ti a minha vida
Meu corpo, meu coração

Que já se acostumou com o seu
A ponto de conhecer em detalhes
Melhor do que você imagina
Assim conhece o meu e não fale
O que eu tenho de maior
É o tamanho da paixão
Que também não me pertence
Faz parte do seu coração

Esse que é o que eu lhe dei
Neste corpo que abandonou
Apenas por ingratidão
A quem ama, não voltou
Mas espero que volte
Logo, logo como eu quero
Como foi e me deixou
É assim que eu lhe espero

Autor: José Nogueira Lima
11/02/2013

letrarabiscada@gmail.com

sexta-feira, 24 de junho de 2016

Sala de espera

Estou carente, abandonado num canto
Sofrendo tanto, só aqui e ninguém me vê
Sou um inocente sem amor, condenado
Pago dobrado o que eu não fiz a você

Meu coração é mesmo uma sala de espera
Nem da janela ninguém procura me ver
Abri a porta de entrada, ninguém entra
A dor aumenta e eu continuo a sofrer

Nesta sala vazia
Eu sou o ser carente
A solidão malvada
Já dominou o ambiente
Eu preciso é de amor
Já tentei, não tem jeito
É uma sala de espera
O coração no meu peito

Já faz tempo que eu espero assim tão só
Ninguém tem dó e eu me pergunto por quê?
Cada veia no meu corpo é uma estrada
Sinalizada para a esquerda e ninguém vê

O sentido é obrigatório, o amor indica
O meu explica é sem obstáculo e sem cancela
O meu peito é uma casa maravilhosa
Das mais gostosas e o coração sala de espera

Autor: José Nogueira Lima
10/04/2013

letrarabiscada@gmail.com

quarta-feira, 22 de junho de 2016

Eu quero um cheiro

Eu quero um cheiro
Eu quero um cheiro
Eu quero um cheiro
Eu quero um cheiro
De mulher boa e bonita
Eu quero um cheiro
Eu quero um cheiro
Eu quero um cheiro
Eu quero um cheiro
Daquela que acredita

No amor grande e sincero
Que eu trago no coração
Do lado esquerdo do peito
Me deixando desse jeito
A se desmanchar de paixão

Meu amor como eu quero
Estar com você eu digo  
Pra dar carinho e receber
Amor, é que eu quero você
Aqui bem juntinho comigo

No amor a primeira vista
Eterno ou então prolongado
No caso como é o meu
Também deve ser o seu
Pra ser feliz ao meu lado

Um século inteiro se puder
Te amando sem esquecer
Das coisas que a vida tem
Sem amor ninguém é ninguém
E eu sou nada sem você

Autor: José Nogueira Lima
19/06/2013

letrarabiscada@gmail.com

terça-feira, 21 de junho de 2016

Joia sem preço

Meus pensamentos voam bem alto sem asas no ar
Querendo pousar naquele horizonte que eu sempre sonhei
Vivem vagando de um lado para o outro a sua procura
Parece loucura amar como eu te amo e sempre te amei

Esse amor que eu sinto tem a beleza infinita e a paz lá do céu
É doce como o mel cristalino como as águas das fontes, eu sei
E com toda certeza vivem correndo a procura do mar
Irão encontrar com certeza eu digo como eu te encontrei

Aqui na terra o meu paraíso é você meu amor
Para um pecador eu tenho muito mais do que eu mereço
Eu acho que Deus já me perdoou antecipadamente
Dando-me de presente você minha joia rara sem preço

Não existe nada melhor no mundo amor do que você
Nesse meu viver você é a certeza da minha felicidade
Não importa o resto ou as outras coisas amor pode crer
Deus me deu você e eu te pertencerei até a eternidade

Que demore muito e eu tenha você para sempre me guiar
Por onde me levar a magia do amor para outros deixarei
Como flor no jardim ou fruto no pomar que eu vivo a colher
Sustento-me de você e desse amor que em ti encontrei

Autor: José Nogueira Lima
16/04/2013

letrarabiscada@gmail.com

segunda-feira, 20 de junho de 2016

Sombra e Água fresca

Não me chama cedo
Eu não vou levantar
Não quero mais emprego
Eu não vou trabalhar
Quero sombra e Água fresca
Mulher, paz e sossego
Que se dane o trabalho
Que se dane o emprego

Eu continuo honesto
Mas com malandragem
Pra viver neste mundo
Precisa ter bagagem
Mas isso eu já tenho
A vida me ensinou
Não preciso mais nada
Basta o seu amor

Não preciso de dinheiro
Para ter mordomia
Com uma linda mulher
Eu sou feliz todo dia
De dia eu namoro
E a noite eu passeio
A minha vida é assim
Tenho mais que sonhei

Vivo a minha vida
Com o que Deus me deu
Carinho não me falta
E a quem amo dó o meu
Se hoje sou feliz
Amanhã eu serei mais
O mundo permite
Por isso a gente faz

Não importo, não ligo
Se não fizer assim
Eu faço o que eu gosto
Porque gosto de mim
Sou amante do que é bom
Do errado eu tô fora
A minha boa vida
Até virou história.

Autor: José Nogueira Lima
23/02/2013

letrarabiscada@gmail.com

domingo, 19 de junho de 2016

Cavalo marchador

Vou pegar o meu cavalo arriar com a minha sela
Pra cair nos braços dela tenho muito que viajar
Vou chicotear o macho e chegar nele ás esporas
Cantando pela estrada a fora no alazão a marchar

Vai ficando na poeira as marcas das quatro patas
Por que este amor me faz falta eu tenho pressa de chegar
A saudade é um chicote e o desejo é uma espora
O coração que ama não chora tem motivos para cantar

Vai cavalo marchador levando quem ama no lombo
Eu já caí muitos tombos na vida de outro amor
Eu busco com as suas patas a minha felicidade
Apanhando da saudade meu cavalo marchador
Vou montado no seu lombo no conforto da minha sela
Pra chegar aos braços dela e pedir uma pousada
Descansar dessa viagem dentro do seu coração
Desarrear o meu alazão e soltar ele na invernada

Para sempre nessa vida pôr fim na minha montaria
Só mesmo em romaria quando cavalgar a fé
Vou por a sela de novo no lombo do marchador
Mas, eu cavalgo com amor no coração dessa mulher

A saudade que é um chicote quando eu cheguei foi embora
O desejo que é uma espora quer e cobra do coração
Apaixonado no meu peito que montaria virou
Onde alguém já cavalgou, ela cavalga na paixão

Autor: José Nogueira Lima
30/06/2013

letrarabiscada@gmail.com

sábado, 18 de junho de 2016

Sinuca de amor

Não acredito que me esqueceu
Que não chorou, que não sofreu
E que a saudade não te machuca
Se sofre lá, eu sofro aqui
Você perdeu mais do que eu perdi
O nosso amor é uma sinuca

Tentei saída, mas não deu certo
Você está longe, mas sempre perto
Nós somos juntos a bola da vez
Você jogou como eu joguei
Se apaixonou, me apaixonei
Vamos tentar a melhor de três

Sete palavras e uma sinuca
Com este jogo ninguém lucra
Eu não lucrei e você não lucrou
Saímos os dois derrotados
Infelizes, tão machucados
Dessa sinuca de amor
Se alguém ganhou, foi sem levar
Como eu perdi, estou a chorar
Pergunta ao meu coração
Você não ganhou, perdeu
Mas longe de mim sofreu
E eu quase morri de paixão

Perder no amor não me acostumo
Na minha vida você é o rumo
Mas temos só uma direção
Nosso caminho é o mesmo, eu sei
Amo muito mais que amei
Já consultei o meu coração

Consulte o seu também e me diga
Abra seu jogo e esqueça as brigas
Como eu já esqueci
Volte pra mim ou irá sofrer
Vamos juntar os jogos e vencer
Ou perderá mais do que eu perdi

Autor: José Nogueira Lima
12/02/2013

letrarabiscada@gmail.com

sexta-feira, 17 de junho de 2016

Tempestade de amor

É verão e o calor que eu sinto no meu corpo e me domina
Não é o sol, é você que chegou de mansinho no meu coração
É verdade, você é a luz que brilha na minha vida e caminho
É mais que as estrelas, que a lua e o sol; é o calor da paixão

Nas minhas noites, você é a luz que me aquece e jamais se apagou
Nos meus dias, você é o que eu preciso a todo instante, a minha direção
Porque se eu vivo e respiro, você é importante pra mim como o ar
Você é tudo isso, tempestade de amor no meu coração

Você é a chuva que molha meu rosto, o corpo, a alma e purifica o amor
É o hoje, o amanhã, a esperança, o futuro e o meu amanhecer
É o céu azulado que eu vejo e o meu horizonte que toco com as mãos
Um dos meus deuses: quem te fez no céu e você aqui no chão

Você é um campo florido onde só há beleza para os olhos de alguém
É a terra onde tem de tudo e é fértil demais para os meus desejos
É a natureza perfeita com o melhor de tudo para eu desfrutar
De tudo que existe você é o melhor que no mundo eu vejo

É as fontes onde nascem os desejos e os rios onde eu vivo a remar
É o mar sem fúria e calmo onde eu sou o seu único habitante
É um infinito amor que eu tenho sobre o meu domínio
Você é tudo isso; não preciso mais nada, você é o bastante

Autor: José Nogueira Lima
05/01/2013

letrarabiscada@gmail.com

quinta-feira, 16 de junho de 2016

Estrada do destino

Você e eu
Poderíamos ser
A paz do viver
E a felicidade
Se a gente se unisse
Como são os meus desejos
E a vontade de beijos
Para matar a saudade

Você deveria vir
Se não vem, eu vou
Ao encontro do amor
Destinado por Deus
Que fez você pra mim
E eu só para você
Nos dando o viver
Os seus passos e os meus

Vamos caminhar
Na estrada do destino
Felizes, sorrindo
Abraçados à sorte
A felicidade nos leva
Nesse amor que é o vagão
Nos trilhos da paixão
A desviar-nos da morte
Com você ao meu lado
O longe é mais perto
O incerto será certo
Diz o meu coração
No meu peito a mil
A comandar os desejos
Destes seus doces beijos
Que alimentam a paixão

Eu já me tornei
Mesmo o seu dependente
Como as águas correntes
Que correm para o mar
Não pode tanto amor
No coração ser escondido
Sem ser dividido
E a quem ama entregar

Me entrego de vez
Junto com o coração
E a minha paixão
Aos desígnios de Deus
Que hoje é você
E para sempre será
Quem sempre irei amar
E unir meus passos aos seus

Autor: José Nogueira Lima
14/02/2013

letrarabiscada@gmail.com

quarta-feira, 15 de junho de 2016

Bagagem de amor

Tem alguém pisando no meu calcanhar
Tem e aperta o passo pra me alcançar
Correr eu não posso por causa de você
To parado na sua, não me faça sofrer

Por mais que eu ande não saio do lugar
Você me segura, não quer caminhar
Meu peito te leva aonde eu for
No meu coração é bagagem de amor

To cheio, to lotado de amor e paixão
Nunca irá sair do meu coração
Não vou cobrar frete nem descarregar
Você não pesa nada ajuda aliviar
O mal dessa vida parou no pedágio
Nessa embarcação você foi mais ágio
Te, quero comigo aonde eu for
Você é a minha bagagem de amor

O nosso destino só tem um endereço
Bagagem de amor também tem um preço
Quem transporta amor, quer a felicidade
Paga que eu pago com imposto da saudade

Vou dar a volta ao mundo levando você
Eu sempre te amei e não vou esquecer
Você esta em mim e sempre dominou
Minha gostosa bagagem, bagagem de amor

Autor: José Nogueira Lima
01/01/2013

letrarabiscada@gmail.com

terça-feira, 14 de junho de 2016

Perdi tudo

Perdi seus beijos
Perdi seus abraços
Perdi seu olhar
Perdi seu chamego
Perdi meu sossego
E vivo a chorar

Perdi seu amor
Perdi seus carinhos
E perdi você
Eu perdi tudo
O que é um absurdo
Perdi meu viver

Perdi o que faz
Perdi tudo mais
Perdi seu sorriso
Perdi os seus feitos
Prendi no meu peito
Aquilo que eu preciso

Prendi meu amor
Prendi meus carinhos
Prendi os meus beijos
Mas no corpo seu
Queria sentir o meu
E matar o meu desejo

Perdi os meus dias
Perdi minhas noites
Perdi a esperança
Eu perdi o rumo
E não me acostumo
A viver de lembranças

Perdi a ilusão
Perdi a noção
Do que posso fazer
Não perdi a saudade
Mas a felicidade
Perdi sem você

Autor: José Nogueira Lima
01/01/2013

letrarabiscada@gmail.com

segunda-feira, 13 de junho de 2016

Bela foto

letrarabiscada@gmail.com

Arrependida

Um dia brigou comigo
Sem pensar mandou-me embora
Eu fui e não voltei
Até ontem eu chorei
Hoje é você que chora

Os motivos não entendi
O porque ainda não sei
Se meu amor você não quis
E por isso, hoje é infeliz
Ao lembrar que só te amei

Arrependida se hoje chora
Muitas lágrimas eu já chorei
Por seu amor pelo seu não
Por ferir o meu coração
Arrependida, se eu só te amei

Se hoje você mudou
Não pense que eu mudei
Arrependida vem a chorar
Não tenho culpa posso secar
Este seu rosto que antes beijei

Arrependida olha meu rosto
O seu desprezo em mim marcou
Onde estiver irá lembrar
Que eu amei sem me amar
Tudo que eu quis a mim negou

Autor: José Nogueira Lima
03/11/2007

letrarabiscada@gmail.com

domingo, 12 de junho de 2016

A beleza do campo foto

letrarabiscada@gmail.com

Cabra da peste

Eu tenho pressa de chegar em seu coração
Venho vindo e não consigo mais parar
Eu não sei se é esse amor que me trás
Saudade a mais e eu vim aqui só te buscar

Abra a porta do seu peito para mim
Diga que sim e me abriga em seu coração
Sustenta os meus desejos e a mim com o seu amor
Eu venho e vou onde estiver a minha paixão

Se estou no norte, vou pro sul, leste e oeste
Cabra da peste também toma chimarrão
Um bom churrasco não há ninguém que não goste
Ou, então, aposte e duvide da minha paixão
Se estou no sul, leste e oeste me esperam
A minha razão criou asas e quer voar
Tudo é tão perto quando o amor é grande e forte
Maior é a sorte minha por eu te encontrar

Amor eu tenho e a saudade me obriga
A comprar briga se a solidão aparecer
Faço de tudo em qualquer canto da terra
Provoco e ganho guerra pra não ver meu amor sofrer

Dou tiro de canhão em qualquer um inimigo
Pra estar contigo sou um só em muitos amores
Guerra vencida eu cheguei sem nenhum cansaço
Pra estar em seus braços eu trouxe eu o amor e flores

Autor: José Nogueira Lima
07/02/2012

letrarabiscada@gmail.com

sábado, 11 de junho de 2016

Beleza total foto

letrarabiscada@gmail.com

Morango de carne

Minha vida em meu corpo, que só vive por você
Manda eu lhe dizer como é o meu coração
Um morango de carne cheio de vida no peito
Me deixa desse jeito entregue a essa paixão

Nessa terra fértil criou raízes, tronco e flores
Todos os outros amores, eu sei, perdem para o meu
O seu coração no peito é um morango de carne
Bom e cheio de charme, igualzinho é o corpo seu

Minha terra fértil quero plantar e colher
Semear em você a semente do meu amor
Que venham frutos saudáveis e fortes
Você é a própria sorte que Deus me enviou
Nascestes um dia como eu também nasci
Cresceu e eu cresci e aprecio o seu charme
Você é a beleza, eu sou amor e as razões
Dos nossos corações serem morangos de carne

O meu coração é um morango de carne, sim
Como o seu é para mim, minha louca paixão
Que eu quero colher e plantar eternamente
No seu corpo a semente que vem do coração

É desejo, é amor, e querer que eu guardo no peito
Tudo lindo e perfeito como é o seu charme
O seu corpo, a sua vida por quem eu tenho paixão
Entrego o meu coração, que é um morango de carne

Autor: José Nogueira Lima
10/02/2013

letrarabiscada@gmail.com

sexta-feira, 10 de junho de 2016

Beleza pura foto

letrarabiscada@gmail.com

Boneca de carne

Boneca de carne
Linda, o seu charme
É que me conquistou
Você faz comigo
O que alguém faz contigo
Te negando amor

Não dou a ninguém
O que quer e não tem
Mesmo rejeitado
Não vem quem a espera
Minha linda e bela
Sou apaixonado

Boneca, me ouça
Você é muito moça
Pra viver assim
Se não é amada
Por outro, coitada
É amada por mim
Se alguém te esqueceu
Não faça como eu
Que não te esqueci
Esqueça o maldito
Lembra que um infinito
Amor lhe prometi

Meu amor eterno
Deixe que o inferno
Cuide daquele ingrato
Que te fez chorar
E a mim machucar
Se não morrer, eu mato

Vai se arrepender
De nascer e viver
E ferir o seu charme
Vou vingar a nós dois
E te amar depois
Minha boneca de carne

Autor: José Nogueira Lima
31/12/2012

letrarabiscada@gmail.com

quinta-feira, 9 de junho de 2016

A beleza do campo foto

letrarabiscada@gmail.com

Desilusão

Sem você saber
Me apaixonei
Eu te procurei
E não me quis
Me declarei
Fui rejeitado
Abandonado
Triste, infeliz

Quis esquecer
Pensei em mudar
Deixar de amar
Não consegui
Pensei em alguém
Para não pensar
Em você e chorar
Sem poder sorrir

Aceitar não aceita
Amar não consegue
É melhor que não negue
E enfrente a verdade
Cravando em meu peito
Uma faca afiada
Saída e chegada
Da felicidade

Mudar o rumo
Já não é possível
Como é terrível
A desilusão!
Sem você está
O despeito e a dor
A vida sem amor
Não tem solução

No meu coração
É onde você mora
Matando-me agora
Estará sem abrigo
Você em mim
É um pouco de tudo
Até o absurdo
De ser meu castigo

Longe de mim
Você não devia
Minhas alegrias
Assim assassinar
Com o seu desprezo
O meu coração
O amor e a paixão
Acabou de matar

Você não devia
É isso fazer
Prefiro morrer
E com tudo acabar
É melhor não viver
E nem existir
Não vou resistir
Outro alguém te amar

Autor: José Nogueira Lima
12/12/2012

letrarabiscada@gmail.com