sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Porque te amo Vídeo

video
Vivo sozinho sem você vou procurar
Quero encontrar antes de outro e ter você
São imprescindíveis o seu carinho e o seu amor
E como estou eu sofro sem eu merecer

O corpo paga injustamente o que eu não devo
Então me atrevo lutar com a dor que me mata
Você é o motivo e minha esperança de cura
Estou à procura; você é tudo que me falta

Falta você na minha vida diariamente
Você é o presente que eu espero vir de Deus
Faz muito tempo, mas você ainda não chegou
Trazendo amor e os seus carinhos pra ter os meus
Espero hoje como ontem, amanhã quem sabe
Antes que acabe este mundo irei te encontrar
Tenho certeza e fé no amor porque te amo
Desejo e chamo venha ou eu vou te buscar

Não tem distância que supera os meus desejos
Pelos seus beijos e o que puder me oferecer
Você já sabe que o que eu quero não é pouco
Tô no sufoco, cheio de amor, venha trazer

Este seu corpo para o meu que vive em luta
Numa disputa com o tempo que maltrata
Sem piedade e sem dó ele me condenou
Morrer de amor não deixa você me faz falta

Autor: José Nogueira Lima
31/12/2012

Música para gravação
letrarabiscada@gmail.com

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

O João-de-Barro Vídeo

video
Cansado da grande cidade
Eu quis voltar lá pro interior
Onde o João-de-Barro ficou
O engenheiro do meu chão
Abraçar de novo a minha paz
Onde tudo anda de passo
Descansar naqueles braços
De quem me espera no sertão

Fiz uma casa grande, bonita
Ali ao lado de uma estrada
Pra morar com a minha amada
Lá pertinho de uma paineira
O João-de-Barro invejoso
Fez no galho lá em cima
Quando eu canto, ele rima
E eu não sei se é brincadeira

Moça boba é a que casa
Ele canta pra me provocar
Bate as asas e vai buscar
Barro e voa lá pra paineira
Esse construtor de sonhos
É inteligente, mas gozador
Apesar de acreditar no amor
Quer ver as fêmeas solteiras

Por que meu João-de-Barro?
Conta pra mim o acontecido
Eu também tenho comido
O pão que o diabo amassou
Fui alvo na grande cidade
De muito ódio e traição
Resolvi voltar pro sertão
E arranjar um novo amor

Vou morar na minha casa
E você aí em cima na sua
João-de-Barro, veja a lua     
E a sombra da paineira
Onde vivem os apaixonados
Cada um com sua amada
Eu aqui na beira da estrada
E você daí com as suas brincadeiras

Autor: José Nogueira Lima
05/02/2013

Música para gravação
letrarabiscada@gmail.com

Mão na botija

Ô amor deixa eu pô
Ô amor deixa eu pô
A mão na sua botija
O desejo de ti precisa
Ô amor deixa eu pô

A mão na sua cabeça
Para te fazer um carinho
No pescoço e no rostinho
E aonde mais eu quiser
A minha mão e os cinco dedos
Meu amor deixa sem medo
É sem coseguinha no pé

A mão nas suas orelhas
E depois no seu queixinho
Se escorregar nos peitinhos
Não vai parar na barriga
Pode descer nas canelas
Subir as perninhas belas
Deixa amor não me castiga

A mão nos seus joelinhos
Nas coxas e na bundinha
E na da frente vizinha
O desejo me avisa
No meio, abaixo do umbigo
Aonde mora o perigo
A mão na sua botija

A mão no seu corpo inteiro
E outra coisa que imagina
O que o nosso instinto ensina
Pra gente fazer amor
No seu corpo e coração
Com meu corpo e a mão
Ô amor deixa eu pô

Autor: José Nogueira Lima
30/04/2013

Música para gravação
letrarabiscada@gmail.com

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Provas de amor

Se você pedir provas de amor eu tenho pra lhe dar
Carinho e paixão no meu coração nunca vão faltar
Tenho amor demais guardado em mim, você precisa saber
Que eu amo assim e você é pra mim tudo em meu viver

É o céu nesta Terra, mas não é eterna, e devia ser
Igual as estrelas que são verdadeiras e me dão prazer
Você é igual as flores bonitas no campo, cheias de perfume
É a natureza cheia de beleza que causa ciúme

É o ar que eu respiro, a fonte onde bebo
O pão que alimenta, a paz e o sossego
O mar que me banha, o sol e o calor
Você é tudo isso, você é o meu amor
A felicidade que eu encontrei é você
Amor da minha vida, você é meu viver
E será para sempre, sem nunca acabar
Mesmo se eu morrer não deixarei de te amar

É os passos meus para onde eu vou para ser feliz
É o meu destino, a vida sorrindo como eu sempre quis
É o caminho certo, a luz da minha vida só pra me guiar
É o vinho colorido, velho e bem curtido pra gente brindar

Você é o que eu tenho, o que a sorte me deu. E só Deus tirará
Pra mim ele a fez e faria outra vez, mas sem nada mudar
Ele nos deu a vida, o amor e a paixão e me deu pra você
Tem que ser assim, você é tudo pra mim, enquanto eu viver

Autor: José Nogueira Lima
12/01/2013

Música para gravação
letrarabiscada@gmail.com

Contraste do viver Vídeo

video
Vivo aqui hoje na grande capital
Onde o mal impera e faz a lei
Se mata, se rouba sem ter piedade
A felicidade de onde eu vim, eu deixei

Aqui o dinheiro se compra quase tudo
Até o absurdo de uma vida ter preço
Bandidos aqui se armam até os dentes
É bem diferente de onde eu vim e não esqueço

Nessa selva de pedra os grandes arranha-céus
Se cumpre o papel de riqueza e poder
Os pobres em favelas no beco da morte
Arriscando a sorte para sobreviver

É mendigos na rua pedindo esmolas
Crianças que imploram no sinal vermelho
Famintos sem pão e chorando de frio
Esse é o Brasil, para o nosso desespero

Lá no interior tem paz e céu azul
De norte a sul mora a felicidade
Desde criança pude ver estrelas
Caí na besteira de grande cidade
Lá tem luar e o sol bronzeia o rosto
A vida tem gosto e sabor o viver
Estou aqui, mas não tenho sossego
Será lá o aconchego quando eu morrer

Aqui se drogam menores sem lar
Na ilusão de buscar sua sobrevivência
Esse é o caminho com endereço do inferno
Culpado eterno é o Estado em falência

Muitas famílias vivem na miséria
Aqui a coisa é seria e não é como lá
O cantinho do nada de onde eu saí
Pra viver aqui, mas querendo voltar

Na periferia onde mora o povão
Vivem na contramão, sorte lá não passou
Não passa, mas tem no peito do migrante
Saudade fulminante de um bom interior

Por todos os lados têm fogo cruzado
São assassinados os sonhos de um povo
Heróico e bravo querem ordem e progresso
É isso que eu peço e pedirei de novo

Autor: José Nogueira Lima
09/02/2013

Música para gravação
letrarabiscada@gmail.com

domingo, 23 de fevereiro de 2014

A vida de João

Pobre menino não tinha nada
Pés descalços roupa rasgada
Nem sonho para sonhar
Trabalhava diariamente
Sofria castigo frequente
E pouco ele podia estudar

O pobre menino sofredor
Nunca conheceu o amor
De seu pai quando criança
O destino traçou o caminho
Ele seguiu quase sozinho
Sem rumo e sem esperança

Foi assim a vida de João
O meu querido irmão
Que hoje mora no céu
Partiu cedo deixou saudade
Era explosivo e tinha bondade
Esse era o homem do chapéu

Na sua estrada de espinho
Tropeçou pelo caminho
Caiu mas se levantou
Fez amigos cumpriu jornada
Sofreu no fim da estrada
Na direção que eu vou

A saudade me atormenta
A gente chora e lamenta
É o que eu sinto querido irmão
Mas escrevi estas palavras
No momento que eu chorava
Por você, e virou canção

Autor: José Nogueira Lima
02/06/2013

Música para gravação
letrarabiscada@gmail.com

sábado, 22 de fevereiro de 2014

Perdi para saudade Vídeo

video
Perdi para saudade, voltei atrás, vim te procurar
Que bom te encontrar para ser feliz como eu quero ser
O meu coração está como eu, mas nunca se enganou
Com esse amor; e está como eu, também preso a você

Fui abandonado pela felicidade que fugiu de mim
Me deixando assim como eu estou agora aqui a chorar
Pelo seu amor, querendo carinho, seu corpo e prazer
Preciso de você e de tudo que é seu; venha me amar

Meu corpo só precisa hoje do seu para viver
De muito prazer junto a ti para matar a saudade
Que eu trago no peito como castigo judiando de mim
Ponha nela um fim, me dê o seu amor e a felicidade
Se entregue de vez, como eu quero, ao meu coração
E a esta paixão que quase me mata sem você aqui
Maldita saudade e gostoso desejo eu sinto agora
Tudo isso me devora; perdi para saudade, não vou resistir

Perdi quase tudo, só me restam o amor e a própria vida
Não encontro saída; se é que existe, eu não a conheço
Em tudo que eu penso você está presente, isso eu juro
Meu amor é puro; por isso, eu sofro assim, mas não mereço

Já perguntei a Deus qual a razão e por que meu Senhor
Perdi o meu amor eterno, que é você, e acabei derrotado
Por você, que eu amo, além de outras coisas e pela saudade
Quero a felicidade, você aqui comigo, juntinho, ao meu lado

Autor: José Nogueira Lima
31/12/2012

Música para gravação
letrarabiscada@gmail.com